Mico-de-cheiro

Mico-de-cheiro (Saimiri vanzolinii)

Reino:
Animalia

Filo:
Chordata

Classe:
Mammalia

Ordem:
Primates

Família:
Saimiriidae

Gênero:
Saimiri

Nome Científico/Espécie:
Saimiri vanzolinii

Nome Popular:
Mico-de-cheiro

Alimentação:
Alimentação: Alimentam-se de sementes e frutos, além de pequenos vertebrados e invertebrados

Reprodução:
A gestação dura de 120 a 150 dias, nascendo apenas um filhote.

Características:
Podem chegar a 35 cm de comprimento, fora o comprimento cauda não preênsil, pouco mais longa que o corpo
Animais graciosos, com pelagem curta, variando de verde oliva a laranjado; ponta da cauda preta, apresentam máscara facial branca ao redor dos olhos e preta em volta do nariz e da boca. Vivem em bandos de mais de 100 indivíduos, sempre inquietos, caminhando ou correndo sobre os ramos das árvores. Com freqüência põem-se de pé, em posição ereta.
São considerados um dos macacos mais ágeis e peculiares pois apanham insetos pelas asas. Freqüentemente os macacos-de-cheiro observam as aves se aninharem, e quando os ninhos não estão sendo vigiados, roubam os ovos.
São diurnos, recolhem-se para dormir ao por do sol, mantendo-se quietos e em silêncio, às vezes embolados nos ramos mais altos e em meio à folhagem densa. Durante o dia escondem-se ao menor sinal de alarme emitindo gritos agudos de advertência. São mais ativos pela manhã quando saem em busca de alimentos.

Habitat:
Esta espécie possui uma das distribuições geográficas mais restritas para um primata, vivendo em várzeas na confluência do rio Japurá e rio Solimões.

Classificação IUCN:
Por terem a distribuição geográfica mais restrita e sofrerem com o desmatamento o animal está na lista de ameaçados.