Pássaro-preto-de-veste-amarela

Pássaro-preto-de-veste-amarela (Xanthopsar flavus)

Reino:
Animalia

Filo:
Chordata

Classe:
Aves

Ordem:
Passeriformes

Família:
Icteridae

Gênero:
Xanthopsar

Nome Científico/Espécie:
Xanthopsar flavus

Nome Popular:
Pássaro-preto-de-veste-amarela

Alimentação:
Alimenta-se de insetos e suas larvas, como gafanhotos e lagartas. O bando alimenta-se no solo.

Reprodução:
Entre outubro e dezembro, a fêmea constrói o ninho em forma de taça profunda, composto de gramíneas e capins entrelaçados, bem fundos e a baixa altura, a menos de um metro do solo, amarrado na vegetação, em terreno encharcado. Nele deposita de um a cinco ovos claros com manchas vermelho-escuras, que são chocados por cerca de 12 dias. O ninho é defendido pelo macho, mas o casal acaba se favorecendo de outros aliados na defesa de sua prole: quando o chopim-do-brejo ou a noivinha-de-rabo-preto nidificam nas proximidades, a agressividade desses vizinhos diante dos predadores acaba por protegê-los também. Mas para perpetuar a espécie o ninho tem que sobreviver ao risco das queimadas e do pisoteio do gado, mas principalmente do parasitismo do vira-bosta, que deposita seus ovos nos ninhos de várias espécies de aves, entre elas o veste-amarela.

Características:
Ave com plumagem exuberante em amarelo intenso e preto. Mede de 19 a 21 cm de comprimento e pesa 43 gramas.

Habitat:
Vivem em banhados, áreas pantanosas e outros ambientes abertos. Presente no Brasil nos estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul, principalmente neste último. Também ocorrem no Paraguai, Uruguai e Argentina.

Atividade:
É vista quase sempre em bandos monoespecíficos de 10 a 50 indivíduos e raramente chegam até 100. Mantém um sistema de cooperação e convívio com outras espécies de aves nas áreas onde ocorre.

Classificação IUCN:
Considerado vulneráel.