SAPO-CURURU (RHINELLA ICTERICA)

Sapo-cururu (Rhinella icterica)

Reino:
Animallia

Filo:
Cordados

Classe:
Lissamphibia

Ordem:
Anura

Família:
Bufonidae

Gênero:
Rhinella

Nome Científico/Espécie:
Rhinella icterica

Nome Popular:
Sapo-cururu

Alimentação:
Insetos, lesmas e pequenos ratos. Os girinos alimentam-se de matéria em suspensão na água e na superfície de pedras e plantas submersas. Um único sapo adulto pode devorar 10 mil insetos em três meses.

Reprodução:
Ocorre de agosto a janeiro, o principal período de desova. As desovas são realizadas em lagoas temporárias e permanentes. Os ovos são escuros e ficam protegidos num cordão gelatinoso com alguns metros de comprimento junto à vegetação aquática.

Características:
Sapo de grande proporção, o macho mede entre 100 a 130 mm e a fêmea 110 a 140 mm. Sua defesa é inflar o corpo e também se camuflar.

Habitat:
Tem hábitos florestais, mas consegue sobreviver em áreas desmatadas e campos, e também em áreas habitadas.

Atividade:
Possui hábitos diurnos.