Vídeos trazem dicas para adoção e para quem convive com o gato

Animal doméstico de muitas famílias, o gato divide opiniões, principalmente entre pessoas que não convivem diariamente com ele. Há quem o associe a causas de alergias ou apontem um mau comportamento por frequentar a rua. Fato é que o felino não é um vilão.

“O gato ainda tem muitas características dos seus ancestrais”, observa a veterinária Daniela Formaggio. A afirmação se alinha a várias pesquisas que indicam: o gato ainda está longe de ser 100% domesticado.

Daniela completa dizendo que tudo no gato foi feito para que o animal seja um bom caçador. Por isso, o felino tem comportamentos singulares. “A gente ama tanto que não quer dobrar esses animais. A gente quer a companhia deles.”

Conviver de perto com um animal selvagem-doméstico pode ser encantador, desde que se compreenda, aceite e se respeite o jeito de ser dos felinos. “O gato dificilmente vai obedecer; ele faz o que quer, na hora que quer”, afirma. “Costumamos dizer que o gato é o tutor da gente; e não o contrário. Mas ele é extremamente apegado ao tutor. Gosta quando a família está em casa, fica feliz quando as pessoas que o amam fiquem por perto, tanto quanto um cão”, completa Daniela.

Assista aos comentários e orientações da veterinária Daniela Formaggio:

Adotando um gatinho

Gato teimoso tem jeito

Fonte: G1

, ,