Doença renal crônica pode atingir cerca de 60% de gatos idosos

Responsáveis por atingir cerca de 60% de gatos idosos, as doenças renais crônicas além não apresentam sintomas de imediato, podem causar sérios danos a saúde desses animais. Os sintomas aparecem apenas em estágio avançado, quando os rins dos animais estão com 75% de sua função comprometida.

De acordo com a veterinária da Elanco, Bruna Tadini, é importante realizar check-ups periódicos: “Os check-ups periódicos são fundamentais para a identificação da DRC em fase precoce e para o tratamento adequado, evitando o sofrimento do animal”, alerta.

Os principais sinais que se manifestam variam da perda de apetite e de peso, a deterioração da pelagem, vômitos, feridas na boca e mau hálito.

Para ter certeza de que o animal está doente, é preciso fazer exames de sangue, urina e de ultrassom abdominal, complementados com aferição da pressão arterial.

O tratamento é administrado por medicamentos orais, que diminuem a perda de proteínas pela urina, ração comercial específica ou dieta caseira balanceada, desde que recomendada pelo veterinário.

Dica – dietas com muita proteína e com grande quantidade de fósforo colaboram para o agravamento da doença renal.

, ,