Há 50 anos idosa dedica a vida para salvar elefantes

Não há nada mais majestoso do que a visão de elefantes selvagens. Porém, devido à caça de marfim e ao desmatamento, está visão está se tornando cada vez mais rara em toda a África. Como resultado, é cada vez mais comum encontrar bebês elefantes órfãos e sozinhos.

Os bebês elefantes se encontram nesta situação quando suas mães são capturadas ou mortas. Como crianças humanas, eles dependem de suas mães para a alimentação e proteção durante seus primeiros anos de vida. No caso de órfãos, as taxas de sobrevivência são extremamente baixas e se soma à tragédia gerada pela caça.

Durante os últimos 50 anos, Daphne Sheldrick ajuda elefantes órfãos em sua casa em Nairóbi, no Quênia. Ela fundou a organização The David Sheldrick Wildlife Trust e criou dezenas deles ao longo dos anos, juntamente com sua família, e afirma ter aprendido muito sobre a maternidade ao longo deste processo.

De acordo com o One Green Planet, os elefantes carregam seus filhotes por quase dois anos e formam fortes laços sociais com toda manada a partir do nascimento. Tudo isso se torna muito importante no momento de cuidar de filhotes órfãos, que podem facilmente morrer por falta de apoio emocional.

Este vídeo nos convida a refletir sobre a importância da família e do amor na vida de um elefante. Ele também nos leva a questionar a falta de moralidade em manter estes animais sensíveis e inteligentes em cativeiro, despedaçando suas unidades familiares por causa de circos e zoológicos que os exploram em nome do entretenimento.

Fonte: Anda

, , ,