Insuficiência renal está assombrando o mundo pet!

Para aqueles que amam seus pets, é bom ficarem ligados. A informação que venho passar para vocês é extremamente relevante para a saúde de seu cão ou gato.

O mais importante é que todos podemos evitar e prevenir que isto aconteça com nossos melhores amigos.

Há alguns anos atrás, pouco se comentava sobre insuficiência renal em cães e gatos. Então, qual o motivo desta doença estar tão presente nos dias de hoje? Por que atualmente é tão comum vermos casos e mais casos de insuficiência renal?

Só para terem uma ideia, em nosso centro clínico foram oito casos nos últimos dois meses. Estou realmente preocupado com o aumento dos casos, principalmente porque é um sofrimento para o animal e para seus tutores.

O que é a insuficiência renal?

A insuficiência renal é uma doença caracterizada pela perda maior ou menor da função renal. A alteração de qualquer uma das funções dos rins caracteriza um estado de insuficiência renal, porém, somente a análise dessas funções, nos permite afirmar que há perda da capacidade renal e estabelecer os níveis dessa doença. Por isso que o acompanhamento com um médico veterinário é tão importante.

A insuficiência renal tem cura?

Infelizmente a doença é progressiva e irreversível. O que seu médico veterinário e você podem fazer pelo seu animal é uma manutenção digna, com fluidoterapias e medicações corretas, alimentação balanceada e, assim, dar uma sobrevida com um pouco mais de qualidade.

Quais os sintomas?

Os sintomas mais frequentes são, polidipsia, que é o aumento do consumo de água, e poliúria, ou micções mais freqüentes. Outros sinais são, letargia, anorexia, perda de peso, vômitos, diarreia, úlcera gástrica e/ou intestinal, mau hálito, fraqueza e intolerância ao exercício.
beber agua

Qual o tratamento?

Depende. Se for uma insuficiência renal aguda, é importante diagnosticar a causa. Pode ser um problema no coração, trauma, envenenamento, hemorragia, etc.

No caso da insuficiência renal crônica, o importante é manter os níveis de ureia, creatinina, fósforo e cálcio o mais próximo possível dos parâmetros normais. Uma alimentação apropriada (temos diversas opções no mercado e também pode ser natural, feita em casa) é fundamental para manter a qualidade de vida.

Muitas vezes o animal pode ficar anêmico. Isto ocorre, porque os rins param de produzir a eritropoetina, hormônio responsável pela produção de hemácias. Se isso acontecer, este deve ser reposto.

Por que os casos têm aumentado?

Globalização! Esta é a resposta. Os cães não passaram por um processo de adaptação que nós seres humanos passamos. A fisiologia é praticamente igual à dos cães selvagens. Eles estão adaptados a uma alimentação com umidade entre 60% e 80%, diferente das rações secas que contém 8% ou 9% de umidade. Sem falar nos transgênicos, conservantes, corantes e outros componentes maléficos que qualquer alimento industrializado contém.

Aí você me pergunta: Então ração pode fazer mal para os rins?

Sim! Com certeza! Não estou dizendo que todas as rações são ruins, mas temos que ficar atentos e induzir nossos pets a beberem muita água.

Outras doenças como pressão alta, cardiopatias, doenças hormonais, podem levar ao mau funcionamento dos rins. As condições em que seu animal vive, comendo porcarias, passeando em horário de muito movimento e respirando monóxido de carbono e outros poluentes, pode sim levar seu pet a um quadro de insuficiência renal.

Como prevenir?

Ofereça alimentos com alto teor de umidade, sem transgênicos, com a menor quantidade de conservantes, e, se possível, oferecer alimentação natural, que será um grande fator preventivo.

alimento natural

Leve seu amigo todo ano no médico veterinário de sua confiança e faça um check up. Se for diagnosticada no início, o controle da doença será bem mais fácil e com menos sofrimento.

Insuficiência renal mata e temos como prevenir! Fica a dica e bons cuidados com seu melhor amigo.

Fonte: Planetvet

, , , ,