Pit bull resgatado de traficantes oferece seu amor a filhotes que vivem em abrigo

No verão passado, o pit bull Toast teve o azar de estar presente durante uma operação de apreensão de drogas. Ele e outro cão foram atingidos por tranquilizantes pela polícia.

“Felizmente, usaram tranquilizantes e não armas. Ambos acordaram imediatamente abanando o rabo”, disse Anya Kopchinsky.

Toast conseguiu ir para casa com Kopchinsky, que oferece um lar adotivo para pit bulls em Connecticut (EUA).Nos últimos cinco anos, ela cuidou de 67 cães, todos eram pit bulls.

Toast era um cão que também procurava um lar por meio da Cat Assistance / Pit Stop,  organização sem fins lucrativos que o tirou dos Centros de Cuidados com Animais de NYC, o abrigo público de Nova York, para onde ele e outro cão foram levados após o encontro policial. (O outro cachorro foi adotado logo depois de entrar no abrigo).

Foto: Anya Kopchinsky

Foto: Anya Kopchinsky

Agora, Toast ajuda outros filhotes adotivos – como a pequena Sasha Fierce, que desembarcou em um abrigo de Connecticut com queimaduras graves em suas costas e com apenas um pouco mais de um mês de idade.

“Foi a primeira vez em que o vi com outra cachorra, foi incrivelmente gentil”, disse Kopchinsky. Sasha Fierce está completamente recupera agora e foi adotada.

Toast brinca com cada cão e até mesmo compartilha seus ossos com eles.

“Eu me lembro quando Toast chegou ao nosso centro de cuidados e os pequenos barulhos que ele fazia. É tão bom ver nossos filhotes em sua nova casa”, afirmou Amanda Beadle, do abrigo da Cidade de Nova York, diz ao The Dodo.

Foto: Anya Kopchinsky

Foto: Anya Kopchinsky

O cão sempre está pronto para ajudar seus companheiros, como Mac que  foi severamente abusado. Ele tem muito medo de interagir com alguém, mas gosta de ver Toast e seu jeito brincalhão.

Quando vê Toast com seus amigos adotivos, Kopchinsky diz se sentir grata porque pôde salvá-lo. Ela faz o possível para dar a este cão uma vida maravilhosa e agora ele está ajudando outros cães.

Toast também ajudou Kopchinsky a superar uma dificuldade. Quando ela começou a promover sua adoção no verão passado, estava planejando se mudar com seu antigo namorado que tinha um comportamento abusivo, segundo o The Dodo.

O sujeito disse que ela não poderia levar um cachorro para a casa. “Eu sabia que era um sinal. Toast salvou minha vida, ele me resgatou”, finalizou ela.

Fonte: Anda

, , ,